Os Monarcas

Início > Os Monarca... > acordes

Gineteando o Temporal Acordes

Os Monarcas

Dificultad:ExpertoExperto

Ademilson

tuner correct add songbook print version text version salvar en e-mail
acordesukuleletablaturabajobateríaarmónicaflautacavacopiano Guitar Pro
acordes

Gineteando o Temporal

	  Intro: Cm Ab G7 Cm 
 
                                G   G#  A   Bb 
Grita o silêncio da noite corcoveiam os trovões 
                                        Cm 
Línguas de fogo lambendo aramados e moirões 
    Bb        Ab     G7                       Cm 
No céu um patrão tropeiro vai remexendo os tições 
  Ab                Ab G7                  C    G7  C 
E o macegal se ajoelhando como a pedir mil perdões 
 
     C    Dm        Em    Dm       C         G7 
E o gado todo mais louco do que a fúria desse vento 
                                      C 
Redemoinhando relento a procura de capões 
                             C7                  F 
Relâmpagos que se cruzam retratam por entre as plagas 
                      C        G7           Cm 
Os entre-choques de adagas das velhas revoluções 
 
(Intro) 
 
                                     G    G#  A    Bb 
No horizonte as labaredas vão guasqueando o tempo feio 
                                            Cm 
Teatros de assombrações cenário do mundo alheio 
       Bb    Ab G7                      Cm 
Boi-tatás e caiporas tropilhas do pastoreio 
     Ab            Ab G7               C  G7  C 
Meu baio pateando raio o temporal gineteio 
 
    C       Dm       Em    Dm  C            G7 
Neste entreveiro matreiro de faísca, vento e raio 
                                                  C 
Me agarro as crinas do baio que já nem liga pro freio 
                           C7             F 
E uma faísca teimosa lhes come a tala do mango 
                     C        G7                 C 
Só por ciúmes de fandango partiu minha gaita no meio 
 
(Intro) 
 
                            G    G#    A   Bb 
Os coriscos vão marcando o longo preto do tempo 
                                                 Cm 
Com nuvens pançudas de chuva se aninham no firmamento 
   Bb     Ab       G7                     Cm 
A mata inteira valseia num compasso pacholento 
     Ab            Ab G7                     C   G7  C 
Com fogo se apaga fogo sempre a cabresto do vento 
 
 
    C        Dm          Em   Dm   C           G7 
Por isso um galho extraviado veio tapear meu chapéu 
                                        C 
Atiçando um fogaréu nos bretes do pensamento 
                                C7           F 
Me apeguei a santa bárbara pra domar o temporal 
                    C     G7                  C     Ab Bb C Cm9 
Que sem maneia e buçal ficou manso ao meu contento 
	  

No existe una video leccione para esta canción

request
Aumentar uno tonoAumentar uno tono
Aumentar uno semi-tonoAumentar uno semi-tono
Disminuir uno semi-tonoDisminuir uno semi-tono
Disminuir uno tonoDisminuir uno semi-tono
LosAcordes
Buscar
auto avanzar rasgueos aumentar disminuir cambiar color esconder acordes simplificar gráficos columnas
losacordes exhibir acordes losacordes youTube video losacordes ocultar tabs losacordes ir hacia arriba losacordes