Kaquinho & Cumpadi Bráulio

Início > Kaquinho &... > acordes

Coiote Sanguinário Ukulele tab

Kaquinho & Cumpadi Bráulio

Dificultad:FácilFácil

caipiras

tuner correct add songbook print version text version salvar en e-mail
acordesukuleletablaturabajobateríaarmónicaflautacavacopiano Guitar Pro
acordes

Coiote Sanguinário

Tono:  Em
	   Em                                 G     Em                    G        B7    
Coiote sanguinário era um cara muito mal batia seu cavalo até na cabeça do pau.  
      Em                         G          Em      C                   Am   
Aos quinze anos de idade assassinou seu pessoal, matou a tia, o pai, a irmã 
          Em                  G     Em      C             Am     Em 
enterrou todos no quintal.Ipiaê, ipiaô, e até sua mãe ele estuprou.  

    Em                     G                    Em                      G    
E o Rato do Deserto era um cara solitário, cresceu virou xerife só por causa  
      B7       Em                        G            Em      C             
do salário, casou com Marilou só para fazer papel de otário achava um Ricardão  
     Am         Em                        G     Em    C           Am   Em 
por mês, escondidinho no seu armário. Ipiaê, ipiaô virou um corno estrelado. 

(C/D  B/D  F#/D G/D  C/D  B/D  F#/D) 

         G                       D                        G                 D 
Um fofoqueiro ao passar ali por perto disse ao Rato do Deserto o Coiote vem aí  
            G                   D                      G                       
corno estrelado começou uma suadeira passando por caganeira e terminando em  
     D         G                          D          G                        
piriri Ele só tinha um revólver vinte e dois e duas balas que comprou como  
    D              G                      D              G                     
dundum testou uma delas mas arrependeu depois pois ela não furava nem um jiri- 
 D         G                      D                         G               
mum e o Coiote já chegou fazendo zona beliscou o bundão da dona que vendia  
      D           G                    D                               G  
acarajé se embebedou e no meio da bebedeira mostrou o pinto para uma freira  
                    D 
que rezava a São José. 

         G                     D          G                         D 
O Sanguinário nunca teve educação, ele vivia com os dez dedos no nariz  
         G                       D             G                  D 
e só sorria quando via os trapalhões, ele era fã do Mussum e do Didi. 

(C/D  B/D  F#/D  G/D  C/D  B/D F#/D) 

         G                     G#                     F         
Mas o xerife Rato Corno, resolveu sair do morno e acabar de vez com o tal de  
       G                                       G#                      F 
Sanguinário, com uma vassoura e uma faca arregaçou sua casaca e disse hoje eu  
                   G 
justifico o meu salário. 
         G                        F#/D         Em 
O Sanguinário quando viu o vinte dois que o xerife trazia na mão  
           C                       B/G              Am                      D 
deu gargalhadas e mostrou o seu depois, um trinta e oito que parecia um canhão.  
       C             B/G                           Am               G 
Mas então os dois se olhou nos olhos e algo maravilhoso lhes aconteceu,  
           C                       B/G                   Am                
um fogo intenso que subia um gelo frio que descia tão violento que "cléus"  
     G            C                          B/G                      Am 
cresceu Pensando bem o seu Coiote ocê não é feio e este seu nariz vermelho  
              G            C                       B/G                  
tem charme a mais ô seu Ratinho adorei seus olhos claros que possui o brilho  
 Am                    G 
raro que as estrelas traz.  
         C                         B/G                         Am 
Desde criança só pensava em ser frutinha inda mais quando um colega tentou me  
   G            C                        B/G                       Am 
comer, vamos morar no meu barraco, toda noite ralar saco, e essa cidade que  
    D      (C Bb G)  
se vá... fuder!!! 
	  
E-Chords has the most powerful ukulele chords dictionary on the internet. You can enter any chord and even choose the pitch of each string.

No existe una video leccione para esta canción

request
Aumentar uno tonoAumentar uno tono
Aumentar uno semi-tonoAumentar uno semi-tono
Disminuir uno semi-tonoDisminuir uno semi-tono
Disminuir uno tonoDisminuir uno semi-tono
LosAcordes
Buscar
auto avanzar rasgueos aumentar disminuir cambiar color
losacordes exhibir acordes losacordes youTube video losacordes ocultar tabs losacordes ir hacia arriba losacordes