Cezar e Paulinho

Início > Cezar e Pa... > acordes

Pout-pourri de Pagodes Tablatura

Cezar e Paulinho

Dificultad:AdelantadoAdelantado

Danyllo Rosa

tuner correct add songbook print version text version salvar en e-mail
acordesukuleletablaturabajobateríaarmónicaflautacavacopiano Guitar Pro
acordes

Pout-pourri de Pagodes

	  Pout-Pourri de Pagodes: Em Tempo de Avanço - É Isso Que o Povo Quer - Começo do Fim 
Falou e Disse - Tudo Certo - Pagode Em Brasília - Chora Viola - Ferro e Fogo 
Preto e Branco - A Coisa Tá Feia - Na Barba do Leão. 
 
 
B ---12-11--9--7--5--4--3--7--12---- 
G# --12-10--8--7--5--3--3--7--12---- 
 
EM TEMPO DE AVANÇO 
 
B ---0--2--4--4--4/5--2--0----    B ---12--11--9--7--5--4--2--0---- 
G# --0--1--3--3--3/5--1--0----    G# --12--10--8--7--5--3--1--0---- 
 
O destino aqui me trouxe      Cantar pra voceis eu vou 
 
B ---0--2--4--4--4/5--2--0----   B ---3--2--0---- 
G# --0--1--3--3--3/5--1--0----   G# --3--1--0---- 
 
Eu só trouxe coisa boa        Foi meu sertão quem mandou 
 
Solo Refrão:  
    
E ---------------0-----0-------- 
B -----------------0-5---0------ 
G# --8-7-------------------0---- 
E -------9-7-6/7---------------- 
B ------------------------------ 
       
É ISSO QUE O POVO QUER 
 
E                   B7                       E 
É isso que o povo quer, é isso que eu vou cantar 
               B7                       E 
O povo pede alegria, alegria eu vou mandar 
                       B7                         E 
Eu canto o que o povo pede, o que eu peço o povo dá 
 
COMEÇO DO FIM 
 
(E)            B7               E                                  B7 
Pra cantar gostoso de longe eu vim, pagode bonito tem que ser pra mim 
            A  B               E                B7                   E 
O fim do começo tem que ser assim, o que tem começo, tem que ter um fim 
             B7             E                              B7 
No fim da cachaça vem a gandaia, no fim do mar, começo da praia 
              A    B           E                B7                   E 
É no fim do joelho, começo da saia, o fim do artista, é o começo da vaia 
 
Solo Refrão:  FALOU E DISSE 
 
E                               B7 
Gavião da minha foice não pega pinto 
                                 E      E7 
Também a mão de pilão não joga peteca 
   A                               B7 
O cabo da minha inchada não tem divisa 
                                     E 
As meninas dos meus olhos não tem boneca 
 
                                 B7 
A bala do meu revolver não tem açúcar 
                                E     E7 
No cano da carabina não vai torneira 
   A                            B7 
A porca do parafuso nunca deu cria 
                                    E 
Na casa do João-de-Barro não tem goteira 
 
TUDO CERTO 
 
E                          B7              E 
Jacaré carrega cerra mais nunca foi carpinteiro 
                                                B7 
O bode também tem barba e não precisa ir ao barbeiro 
   A                            E          A 
Galo também tem espora mais nunca foi cavaleiro 
   B           E             B7          E 
Sabiá canta bonito mais não pode ser violeiro 
                 B7                       E 
Vigário faz casamento mais vive, todo solteiro 
 
Intro: PAGODE EM BRASILIA 
 
E                                                B7   B7  E  B7 
Quem tem mulher que namora quem tem burro empacador 
                                               E    E  A  E 
Quem tem a roça no mato me chama que jeito eu dou 
                   E7                  A    A  E  A 
Eu tiro a roça do mato sua lavoura melhora  
  B                                    E 
E o burro empacador eu corto ele de espora 
                 (B7)                           E 
E a mulher namoradeira passo o couro e mando embora 
 
Intro: CHORA VIOLA 
 
B7    
Eu não caio do cavalo nem do burro e nem do gado 
Ganho dinheiro cantando a viola é meu trabalho 
                   E                      F# 
No lugar onde tem seca eu de sede lá não caio 
                       B7                             E 
Levando de madrugada e bebo pinga de orvalho, chora viola 
 
FERRO E FOGO 
 
B7 
No meio de ferro e fogo a luta é deliciosa 
Bala bate no meu peito e vira medalha honrosa   SOLO: (E) 
E 
Se alguém me atira pedra faço virar uma rosa 
        F#                                      B7   SOLO: (E) 
Quanto mais tombo eu caio, acho a vida mais gostosa 
 
PRETO E BRANCO 
 
E7                 A          B            E 
Preto bebe porque gosta, branco porque aprecia 
                      B7                         E   E7 
Mais tem preto e tem branco, que não tem essa mania 
                         A       B            E 
Preto e branco em nossa terra tem a mesma regalia 
                   B7                       (E) 
O sol nasceu para todos, todos tem a luz do dia 
                 B7                           E 
É no preto e no branco que o nosso Brasil confia     Solo Refrão: 
 
E7                  A      B             E 
A cor que temos na pele a natureza quem traz 
                      B7                          E   E7 
Tudo aquilo que Deus fez, não tem ninguém que desfaz 
                    A          B             E 
Seja preto ou seja branco nós somos todos iguais 
                    B7                       (E) 
Eu não tenho preconceito, tanto fez ou tanto faz 
                     B7                       E 
Se tem preto que perturba tem branco chato demais 
 
A COISA TA FEIA 
 
E                   B7                   E 
Burro que fugiu do laço da debaixo da roseta 
                   B7                     E 
Quem fugiu de canivete vai topar com baioneta 
                       A                     B 
Já esta no cabo da inchada quem pegava na caneta 
Quem tinhas as mãozinhas finas, foi parar na picareta 
                    E           B7          E 
Já tem doutor na pedreira, dando duro na marreta... 
 
                   (F#)                 (B) 
...A coisa ta feia,    a coisa ta preta 
                      E         B7           E 
Quem não for filho de Deus, ta na unha do capeta 
 
Solo Refrão:  NA BARBA DO LEÃO 
 
B7    
Vai pagode, vai pagode encher o mundo de beleza 
                E                          B7 E   B7 E 
Levando só alegria pra dar um tombo na tristeza. 
 
 
Tirada por Danyllo Rosa 
Orkut - Danyllo Rosa  >[email protected]< 
 

	  

No existe una video leccione para esta canción

request
Aumentar uno tonoAumentar uno tono
Aumentar uno semi-tonoAumentar uno semi-tono
Disminuir uno semi-tonoDisminuir uno semi-tono
Disminuir uno tonoDisminuir uno semi-tono
LosAcordes
Buscar
auto avanzar rasgueos aumentar disminuir cambiar color esconder acordes gráficos
losacordes exhibir acordes losacordes youTube video losacordes ocultar tabs losacordes ir hacia arriba losacordes